PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
23/08/2017 16h10 - Atualizado em 24/08/2017 18h18

Faça leites vegetais em casa com produtos da agricultura familiar

imprensa@mda.gov.br


Para reduzir o consumo de produtos de origem animal, uma das opções é tomar leites vegetais, obtidos a partir de castanhas e de cereais, produtos cultivados pela agricultura familiar do Brasil.

 

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) convidou a nutricionista Nathália Seki, de 27 anos, para falar sobre as propriedades de cinco opções da bebida, além de ensinar as receitas de cada uma delas.

 

Aprenda sobre os benefícios dos leites de amêndoas, arroz, aveia, castanha-do-brasil e semente de girassol.

 

Os leites vegetais são extratos e ganharam esse nome devido a aparência ser semelhante ao que é produzido pelos animais.

 

As razões para a substituição são muitas: podem estar ligadas à intolerância à lactose (açúcar do leite), anemia, alergias, filosofias de vida ou religião, além de escolhas de hábitos alimentícios, por exemplo, como a feita pelos veganos, que não consomem nada de origem animal.

 

Para pessoas que têm problemas com o nível do colesterol, Nathália afirma que os leites "são benéficos porque o colesterol vem da gordura animal, ou seja, no vegetal isso não vai existir".

 

A nutricionista também explica que as propriedades nutricionais dos leites vegetais são parecidas com as dos leites de animais, embora cada um deles tenha suas particularidades. "Eles são ricos em cálcio, vitaminas, zinco, ferro, magnésio, fósforo.

 

No entanto, é importante dizer que, caso seja feito o uso exclusivo desses leites, é preciso adotar uma alimentação rica em vegetais verdes escuros e alguns outros alimentos que ajudarão no processo de absorção dos nutrientes. Por isso, o recomendado é ter o acompanhamento de um profissional da área", indica Nathália.

 

Atenção! Os leites vegetais não são indicados para crianças menores de seis meses, que devem tomar apenas o leite materno.

 

Após essa idade, com a introdução de novos alimentos, pode-se apresentar à criança o leite de arroz, que é menos ofensivo e hipoalergênico. "Esse tipo não tem proteínas ou componentes capazes de gerar uma alergia.

 

Os outros leites, como os que vêm das oleaginosas, são recomendados apenas a partir de um ano de idade", justifica.

 

Veja as receitas:

 

Leite de Amêndoas

Ingredientes

1 copo de amêndoas cruas e sem sal.

4 copos de água filtrada ou água de coco.

Fava ou essência de baunilha, em pouca quantidade (opcional)

Modo de preparo

Coloque as amêndoas de molho por oito horas cobertas por água. Depois de ficar de molho, descarte a água, tire a "pele" (película que cobre a amêndoa, você pode optar por não tirar, não tem problema) e guarde-a.

Após isso, bata as amêndoas no liquidificador com os copos de água. Passe em um coador bem fino ou pano limpo fino, separando o líquido do sólido.

Propriedades

O leite de amêndoas é rico em cálcio, magnésio, ferro, potássio, zinco e vitaminas B1 e B2. Além disso, possui fibras e não contém colesterol.

Sua ingestão favorece o funcionamento do sistema cardiovascular. "É um leite recomendado para pessoas que estão buscando uma dieta mais rica em calorias mais saudáveis, não derivadas de uma gordura animal.

É leite que tem uma gordura boa, rica em poli-insaturados e monossaturados, que ajuda a aumentar o peso", explica a nutricionista.

Dica

Use as "peles" da amêndoa para fazer uma farinha, colocando-as no forno com fogo baixo e sempre mexendo para não queimar.

É parte rica em nutrientes e fibras que vão enriquecer mais ainda sua alimentação. Na geladeira pode ficar armazenado até três dias.

 

Leite de Arroz

Ingredientes

1 xícara de arroz agulhinha ou arroz integral.

7 xícaras de água filtrada.

Fava ou essência de baunilha, em pouca quantidade (opcional)

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o arroz, três xícaras de água e deixe cozinhar em fogo médio por cerca de 13 minutos.

Desligue, coloque no liquidificador com mais quatro xícaras de água filtrada e essência de baunilha (opcional). Pulse 5 a 7 vezes (conforme o seu gosto) para liberar o amido do arroz na água. Se quiser coar é só usar uma peneira fina ou um pano limpo.

Propriedades

Feito com arroz fresco e cozido, esse leite é menos calórico que os de soja, amêndoas e castanhas, por exemplo.

Possui aminoácidos essenciais para o nosso organismo e é hipoalergênico, sendo assim recomendado, como o primeiro leite, fora o materno, às crianças acima de seis meses.

Dicas

Caso o leite seja feito com arroz integral é necessário deixar mais tempo cozinhando. O arroz comum, quanto mais tempo cozinha, mais grosso torna o leite, dificultando no processo de coar.

Depois de cozido o arroz, não espere muito para colocá-lo no liquidificador e pulsar, isso porque o arroz absorve a água restante do cozimento, o que o deixa "empapado".

No liquidificador, use a função pulsar para não deixar o leite grosso. Sua mistura pode virar tipo um creme de arroz e até pode ficar pesado para bater. Se você ver que perdeu o ponto, é recomendado por um pouquinho mais de água.

O leite de arroz é meio transparente e "ralinho", muitas pessoas misturam-no com outro mais encorpado, como o de amêndoas, amendoim e coco, para render um leite mais completo e em maior quantidade. Utilizá-lo para cozinhar é melhor, ou seja, fazer bolos, tortas, molhos e entre outros.

Quando for coar e sobrar aquele resíduo não jogue fora, é possível utilizar em outra receita, como fazer arroz doce ou colocar em sopas. Na geladeira pode ficar armazenado até 2 dias.

 

Leite de Aveia

Ingredientes

1 copo de aveia em flocos

3 copos de água

Modo de preparo

Hidrate aveia em água por uma noite. Na manhã seguinte, bata com três copos de água e obtenha um litro de leite. Coar é opcional, mas as fibras são melhores aproveitadas quando não se coa.

Propriedades

A aveia é um cereal importante na alimentação dos diabéticos, pois contém fibras solúveis, que auxiliam no controle da glicemia. Protege o coração e a circulação contra aterosclerose, além de ser rica em cálcio, ferro, magnésio, vitaminas do complexo B e facilita o fluxo intestinal devido às fibras presentes nela.

Dicas

Prefira usar em vitaminas, para fazer bolos, tortas e entre outras preparações, porque para tomar somente com café ou achocolatado o sabor não é muito agradável. Prefira outros leites vegetais.

 

Leite de Castanha-do-Brasil

Ingredientes

1 copo de amêndoas cruas e sem sal.

4 copos de água filtrada ou água de coco.

Fava ou essência de baunilha, em pouca quantidade (opcional)

Modo de preparo

Coloque as castanhas de molho na água por no mínimo oito horas. Após isso, descarte a água, coloque as castanhas no liquidificador e acrescente os copos de água (também pode ser água de coco) e bata bem. Passe em um coador bem fino ou pano limpo fino, separando o líquido do sólido. Pode ficar armazenado na geladeira por até 3 dias.

Propriedades

São ricas em selênio, antioxidante, cujo consumo auxilia na prevenção de câncer e doenças cardiovasculares.

Também possui aminoácidos como: Isoleucina, Leucina, Lisina e entre outros que são essenciais para a manutenção do organismo.

Dicas

Assim como no leite de amêndoas, as sobras podem ser utilizadas para fazer uma farinha. Veja a receita acima.

 

Leite de Sementes de Girassol

Ingredientes

1 xícara de sementes de girassol

1 e 1/2 litro de água filtrada.

1 colher de essência de baunilha (opcional)

 

Modo de Preparo

Coloque as sementes de girassol em um vidro com água, coberto por um pedaço de filó ou plástico filme com furos pequenos.

Deixe descansar por 8 horas, protegido de luz e calor. Depois escorra a água e coloque o vidro inclinado em um escorredor por mais 8 horas, tendo o cuidado de enxaguar as sementes 3 vezes por dia.

Em dias muito quente, enxague mais vezes. Após isso, os grãos germinarão e estarão prontos para preparar o leite.

Você vai notar que as sementes apresentam um "narizinho" quando estão germinadas. Enxague as sementes antes e leve ao liquidificador.

Acrescente a água e a baunilha, se for utilizar. Bata bem e coe com uma peneira fina, um filó ou um pano de algodão fino.

O leite deve ser conservado em recipiente de vidro fechado na geladeira por no máximo 3 dias. Este leite fica com uma cor escura meio acinzentada.

 

Propriedades

As sementes de girassol são ricas em cálcio, potássio, magnésio, vitamina E, selênio e vitaminas do complexo B.

Possuem um alto poder antioxidante e todos estes nutrientes são potencializados através da germinação no caso desta receita.

 

Dicas

Coloque o resíduo solido que sobrar do leite em uma vasilha de vidro que tenha tampa e use para preparar deliciosas pastinhas com temperos e ervas secas ou frescas.

Basta temperar e acrescentar ervas a seu gosto, azeite de oliva extra virgem, limão, azeitonas picadas e o que mais preferir. As patas podem ficar na geladeira por até 2 dias.

É também perfeito para preparar vitaminas com frutas, smoothies, para servir com cereal ou beber puro. Para manter as propriedades nutritivas, este leite deve ser servido frio. Outra opção é servir com canela ou cacau em pó.