PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
12/09/2017 16h29 - Atualizado em 13/09/2017 17h16

Com um clique a Justiça fica mais perto do cidadão

Agência CNJ de Notícias


Um novo sistema desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) permite ao cidadão saber qual é a vara de Justiça ou tribunal mais próximo de sua residência, conforme o ramo de Justiça que se busca, com endereço e telefone da unidade judiciária. Com o nome JustiçaAqui, a abrangência do aplicativo começará pelas capitais brasileiras.

 

A ferramenta está disponível no site do CNJ. Ao realizar a busca, o cidadão também poderá verificar a produtividade da vara pesquisada e quantos processos tramitam nela. Em breve, o sistema também poderá ser baixado por aplicativo no Android.

 

Navegação mais fácil

O lançamento do sistema coincide com a divulgação do relatório Justiça em Números 2017, que também traz novidades tecnológicas.

 

Os dados estão disponíveis de forma eletrônica, no Justiça em Números Digital, pelo endereço: paineis.cnj.jus.br.

 

O acesso aos infográficos também será possível por "QR Code", que pode ser lido em qualquer celular, dispensando a impressão.

 

Ao acessar os infográficos, o usuário poderá fazer uma navegação livre para buscar dados específicos sobre um tribunal, bem como verificar a série histórica de estatísticas da Justiça desde 2009.

 

Será possível consultar a produtividade de magistrados pelo nome e, ainda, comparar a produtividade entre varas judiciais.

 

O relatório permite também a análise das características de cada um dos tribunais e das diferenças entre os ramos de Justiça.

 

Para facilitar a visualização no Justiça em Números 2017, as informações são apresentadas a partir dos indicadores, como o índice de produtividade de magistrados, servidores, taxa de congestionamento da Justiça, entre outros.

 

Assim, todos os ramos de Justiça podem ser apresentados em conjunto, possibilitando uma análise mais completa do desempenho do Poder Judiciário.

 

###Redes de assuntos

Pela primeira vez, será possível identificar os assuntos mais recorrentes nos tribunais por meio de diagramas interativos.

 

Processos criminais que envolvem violência doméstica contra a mulher, por exemplo, estão entre os casos mais recorrentes nos tribunais de Justiça do Acre e de Tocantins.

 

Já nos cinco Tribunais Regionais Federais (TRFs), a maioria dos processos trata de benefícios previdenciários de aposentadoria por invalidez e auxílio-doença.

A navegação permite a mobilidade interativa – por exemplo, destacar um tema específico e verificar em quais tribunais ele é mais frequente.